17 abril, 2007

Isto há cada coincidência...

De acordo com o PortugalDiário (http://www.portugaldiario.iol.pt/noticia.php?id=798343&div_id=291). Sabendo o que se passa na Câmara Municipal de Lisboa, nas empresas municipais, nas questões em torno dos vereadores, então não é que a coisa vem mesmo a calhar? Não podia ser na próxima semana e na semana anterior não dava geito aos ladrões! E esta, hein...?


Gebalis foi alvo de assalto
2007/04/17 12:09 Patrícia Pires

Ladrões levaram os computadores da empresa municipal. PJ está no local


O gabinete de gestão da Gebalis, situado no Bairro da Boavista, foi assaltado, ao que tudo indica, na madrugada de domingo para segunda-feira. A informação foi confirmada ao PortugalDiário pelo administrador da empresa, Mário Peças.
Entre outros objectos, os assaltantes «levaram computadores e uma máquina», afirmou o administrador. Entretanto, a Polícia Judiciária foi chamada ao local, «como é habitual nestas situações, para dar conta da ocorrência e fazer as devidas peritagens e investigações», explicou a mesma fonte.
Os "amigos do alheio" forçaram uma das portas das instalações e, sem causarem estragos, levaram «cinco computadores, uma máquina digital, lápis, canetas e material de escritório», acrescenta Mário Peças. O prejuízo final da visita indesejada ainda não foi calculado, mas o administrador adiantou ao PortugalDiário que deve rondar os «quatro mil euros».
Se se fizer uma pesquisa repara-se que o próprio PortugalDiário remete para esta outra(http://www.portugaldiario.iol.pt/noticia.php?id=797798):

PS não quer Gebalis na mão de Lipari

2007/04/15 18:00

E vai pedir, esta segunda-feira, à autarquia que lhe retire a gestão

O PS vai pedir segunda-feira à Câmara Municipal de Lisboa que seja retirada a gestão da GEBALIS, empresa que gere os bairros municipais, ao vereador social-democrata com o pelouro da Habitação Social, disse este domingo à Agência Lusa fonte socialista.
O vereador socialista Dias Baptista adiantou à Lusa que o pedido será feito na reunião extraordinária que a edilidade vai realizar segunda-feira, para discussão do relatório e contas de 2006, alegando que Sérgio Lipari Pinto «já não tem condições para prosseguir» no cargo.
Para quem goste de juntar 1+1=...

3 comentários:

Anónimo disse...

O Senhor Professor já reparou que escreve, escreve, escreve, e ninguém, mas absolutamente ningúem lhe passa cartão, "postando" um comentário aos seus escritos(?).É que os seus escritos são maus, maus,de morrer...
Você não vê que o homem que tenta atacar, continua a ter a maioria dos votos dos Portugueses.
É certo que ele arranjou uma ministra para o chatear a si e aos seus colegas, mas já era tempo de você deixar de "borrar" a blogosfera e começar a preparar as lições para ministrar aos seu alunos.

fm disse...

“Um povo imbecilizado e resignado, humilde e macambúzio, fatalista e sonâmbulo, burro de carga, besta de nora, aguentando pauladas, sacos de vergonhas, feixes de misérias, sem uma rebelião, um mostrar de dentes, a energia dum coice, pois que nem já com as orelhas é capaz de sacudir as moscas; um povo em catalepsia ambulante, não se lembrando nem donde vem, nem onde está, nem para onde vai”

GUERRA JUNQUEIRO

Este blogue é apenas um diário "para memória futura". Infelizmente há muita falta de memória nesta terra à beira-mar plantada. O que escrevo é para uso pessoal. Mas gosto de partilhar o que vejo e o que penso. Não terei o monopólio da verdade, mas tenho o direito de pensar... e há muita gente que também o podia fazer mas demite-se de tal. Desses não tenho pena! Tenho mais pena dos cães e gatos abandonados....

Anónimo disse...

Sérgio Lipari Pinto esteve envolvido na gestão ruinosa da empresa municipal Gebalis. Quando Sérgio Lipari era director-geral da Gebalis esta empresa subcontratou o escritório de Sérgio Lipari.
Quando era presidente da Junta de Freguesia de São Domingos de Benfica Sérgio Lipari enganou o Montepio que apresentou queixa crime contra Sérgio Lipari por causa de uns apartamentos no Algarve.
Sérgio Lipari fez-se passar por advogado no tribunal quando Sérgio Lipari estava suspenso na Ordem dos Advogados e Sérgio Lipari cometeu o crime de usurpação de funções.