19 setembro, 2008

Em Portugal o crime compensa!

Sinceramente, nem me apetece comentar. Apenas pergunto? Num caso destes os ganhos ilícitos vão ficar na posse dos prevaricadores mesmo depois de pagarem a dita cuja multa?
É absolutamente imoral. A multa devia era ser de igual valor, acrescida de n%. Agora percebe-se cada vez melhor porque é que o Partido Socialista não quis o projecto Cravinho contra a corrupção e os ganhos ilícitos!!! Anda muita gente a "mamar" à grande e à francesa!

Do Jornal de negócios de hoje (19/09/2008):


Dezenas de escolas e hospitais pagaram dinheiro a mais por refeições durante 10 anos. Os lucros ilícitos atingiram 172 milhões. Concurso do Casino Estoril pôs fim ao pacto. Ex-gestor denunciou cartel. Para directores, “era normal”. Leia a investigação, que revela os nomes, actos, pactos do Cartel da Cantina. ...[O Jornal de Negócios] teve acesso à acusação entregue pela Autoridade da Concorrência, que encontrou indícios nas buscas realizadas nas empresas.
A haver condenação, este é o maior cartel de sempre apanhado pela Autoridade da Concorrência. Os ganhos ilícitos avaliados para as sete fornecedoras de refeições ao Estado são quatro vezes e meia a multa que arriscam pagar.

2 comentários:

RV disse...

Também ouvi esta na Antena 1 hoje de manhã e o meu pensamento foi o mesmo: mas porque diabos a multa é apenas 1/4 dos ganhos ilícitos? Se é avançado um n.º, então é porque este é conhecido!

De resto, a coisada só foi conhecida pela bufagem dum dos directores. A AdC, como de costume, estava a dormir.

Anónimo disse...

A DGERT tem por missão apoiar a concepção das políticas relativas ao emprego e formação profissional e às relações profissionais, incluindo as condições de trabalho e de segurança saúde e bem-estar no trabalho, cabendo-lhe ainda o acompanhamento e fomento da contratação colectiva e da prevenção de conflitos colectivos de trabalho e promover a acreditação das entidades formadoras. Tudo uma grande mentira, as provas são dadas com o despedimento colectivo de 112 pessoas do CASINO ESTORIL
“Para Os Trabalhadores da empresa casino estoril no final se fará justiça, reconhecendo a insustentabilidade de um despedimento Colectivo oportunista promovido por uma empresa que, para além do incumprimento de diversas disposições legais, apresenta elevados lucros e que declara querer substituir os trabalhadores que despede por outros contratados em regime de outsoursing”.

Eu já investiguei! Os bares das salas de jogo foram concessionados a um Director da empresa, que colocou um testa de ferro(EX EMPREGADO DA EMPRESA) a geri-los.
O Tamariz e a discoteca Jézebel foram entregues á companheira do sr Dr Assis. O Du art Louge, vai brevemente passar para as mãos do genro do sr Dr Assis, mas como o genro é assessor da Administração, vai mais um "testa de Ferro" (desta vez é um cunhado do Dr Assis) gerir o espaço. Depois anda por lá um ex secretário de estado a receber um vencimento na ordem dos 18 mil euros mês, a fazer algo que ninguem ainda entendeu, chamam-lhe director Geral... lol. O Casino Estoril transformou-se num Cartel. O pudor e a vergonha desapareceram, aquilo é um espaço a saque. A BANDIDAGEM E A GATUNAGEM por ali é pura e dura. Investigar? Toda a gente sabe o que se passa. Vivemos é num País de faz de conta, onde se despedem 140 pessoas honestas e cumpridoras, para que estes parasitas continuem o seu saque.